100% natural, a pensar na sua saúde

Para si, a experiência da Medicina Chinesa

DADOS PESSOAIS








DADOS PARA CONSULTA

É a sua primeira consulta nas Clínicas Pedro Choy?


* Campos de prenchimento obrigatório

A marcação da sua consulta carece de confirmação por parte da Clínica. Aguarde pelo nosso contacto.

Termos e condições | Políticas de Privacidade

Zumbidos: Os sons que não são dos ouvidos


Os acufenos ou tinitus são nomes diferentes para o mesmo problema: zumbidos, um incómodo ruído que parece vir dos ouvidos. Esta é uma doença que afecta muito quem dela padece, pois gera fadiga física e mental, insónia, depressão, angústia, tal é o mau estar.
O som que estes pacientes escutam é como que um chiar ou um apito baixinho, ou um murmúrio fundo rouco, mas também pode ser descrito como algo semelhante a uma cigarra ou a chuva forte. As descrições variam, a impressão é que é sempre um ruído incomodativo de um ouvido, ou de ambos, ou mesmo no interior da cabeça.

Há uma escala para classificar a gravidade desta patologia: o zumbido é considerado leve quando o paciente só o ouve nalgumas situações; moderado quando a pessoa o ouve mas não se incomoda; intenso quando há desconforto por ouvir o som; severo quando se torna insuportável escutar o zumbido.
A origem desta patologia, para a medicina ocidental é incerta e não tem cura estabelecida. Para a Medicina Chinesa é uma espécie de intoxicação cerebral desencadeada por uma má função hepática. Dizem os velhos tratados Chineses: “vento do fígado”, e a verdade é que há milénios que a Medicina Chinesa trata os Zumbidos com sucesso, sendo um motivo de consulta frequente.

O ouvido está dividido em três partes: externo, médio e interno. O ouvido externo é aquele que nos está visível e é o canal auditivo que vai até ao tímpano. No ouvido médio estão os três ossículos responsáveis pela transmissão da vibração para o ouvido interno. O ouvido interno é formado pelo aparelho vestibular (que determina o equilíbrio) e a cóclea (que determina a audição) e é através do nervo coclear que o som chega ao cérebro, a medicina ocidental manda fazer TAC e Ressonâncias para ver esta região em caso de zumbidos, e raramente encontra algo que justifique a doença.

Há situações em que o que provoca os zumbidos são problemas nos ouvidos, como cera em excesso. Mas também podem surgir devido a efeitos colaterais de determinados fármacos. Por exemplo certos anti hiper-tensores, anti-depressivos, ansiolíticos e indutores do sono…

Alguns factores deverão ser tomados em linha de conta durante o tratamento deste problema, tais como diminuir o consumo de cafeína e álcool, tabaco e fugir aos ambientes com fumo e barulho, o exercício regular e moderado melhora a circulação cerebral e o estado de espírito, facilitando a recuperação.

Partilhar:

Artigos Relacionados:

Sem artigos relacionados

Voltar

Outras NOTÍCIAS

NEWSLETTER

Indique-nos o seu nome e email, e receba as nossas novidades em primeira mão.

SIGA-NOS

2ª a 6ª - 8h00-20h30
Sábado - 8h00-13h30
Domingo - Encerrado