100% natural, a pensar na sua saúde

Para si, a experiência da Medicina Chinesa

DADOS PESSOAIS








DADOS PARA CONSULTA

É a sua primeira consulta nas Clínicas Pedro Choy?


* Campos de prenchimento obrigatório

A marcação da sua consulta carece de confirmação por parte da Clínica. Aguarde pelo nosso contacto.

Termos e condições | Políticas de Privacidade

Dr. Pedro Choy fala sobre ‘Prevenção no Outono, mais Saúde no Inverno’ – Programa ‘Agora Nós’ | RTP1”

 

 

Os problemas de saúde mais frequentes no inverno são: gripes e constipações, asma, sinusite, pneumonia; todas as doenças respiratórias, depressão e ansiedade, reumatismos e doenças autoimunes.

Evitar o frio nos pés, nas costas, no tórax, são alguns dos cuidados a ter para proteger das doenças do frio.

Fitoterapia, Acupuntura e Tui Na são disciplinas da Medicina Chinesa que podem ajudar a equilibrar o corpo com a chegada do frio e prevenir algumas doenças sazonais.

A Medicina Chinesa com recurso a Medicamentos a base de ervas (fitoterapia) e agulhas (acupunctura) incrementa a energia do Rim e do pulmão aumentando as defesas e equilibrando as substâncias bioquímicas orgânicas responsáveis pelas emoções podendo assim tratar e prevenir estas doenças que agravam no inverno, não só as doenças respiratórias, gripes e constipações mas também as depressões, ansiedades, reumatismos, e demais doenças autoimunes. 

Houve ainda tempo para algumas dicas e conselhos que podem ajudar nas gripes e resfriados como Incluir regularmente laranja e limão nos chás e tisanas, entre outros tantos.

 

Intervenção do Dr. Pedro Choy no decorrer do programa:

 

Os problemas de saúde mais frequentes no inverno são: 

 - Gripes e constipações, asma, sinusite, pneumonia; todas as doenças respiratórias; 

- Depressão e ansiedade 

- Reumatismos e doenças auto imunes. 

 

 Para a Medicina Chinesa o Frio e vento que aumentam no inverno, diminuem consideravelmente a energia do Rim particularmente do Yang do Rim.

 A noção de Yang do Rim, inclui a noção ocidental de suprarrenais e por conseguinte da produção de adrenalina; noradrenalina e cortisol. 

Já se demonstrou cientificamente a relação destas substâncias orgânicas e a qualidade das defesas e das emoções; quando estas substâncias não estão equilibradas as pessoas experimentam defesas baixas e consequentemente facilidade em desenvolver infeções, assim como doenças autoimunes (reumatismos por exemplo) e alterações emocionais que podem até ser graves tais como iniciar ou agravar depressão, ansiedade, insónia, fobias etc... 

A Medicina Chinesa com recurso a Medicamentos à base de ervas (fitoterapia) e agulhas (acupunctura) incrementa a energia do Rim e do pulmão, aumentando as defesas e equilibrando as substâncias bioquímicas orgânicas responsáveis pelas emoções podendo, assim, tratar e prevenir estas doenças que agravam no inverno, não só as doenças respiratórias, gripes e constipações mas também as depressões, ansiedades, reumatismos, e demais doenças autoimunes. 

Com o inverno, a imunidade fica mais frágil, havendo maior risco para os idosos, as crianças e as pessoas imunosuprimidas por doenças ou por medicamentos. Assim como as pessoas que trabalham em atendimento ao público. Estas por estarem mais expostas aos agentes contagiantes. 

Os medicamentos imunossupressores usam-se em doentes transplantados e doenças auto imunes tais como Reumatismos, Esclerose Múltipla e doenças afins (desmielinizantes), Artrite Reumatoide; lúpus; Doença de Crohn...; doença inflamatória, alergias, alguns tipos de cancro; sendo que o tratamento do cancro por quimioterapia e radioterapia, também inibem a imunidade. 

O imunossupressor mais conhecido do público é a Cortisona, sendo usada numa enormidade de circunstâncias... 

As pessoas incluídas nestes grupos de risco devem ter cuidados adicionais para se protegerem dos "males de inverno" em geral e das infeções em particular por vírus influenza; adenovírus e  rinovírus, que proliferam nestas alturas resultando em gripes, constipações, inflamações e infeções da garganta, nariz, ouvidos e do trato digestivo (intestinos e estômago).

Os grupos de risco podem beneficiar do recurso à vacina da gripe. As vacinas são uma grande revolução da ciência médica que impediu epidemias das mais diversas doenças infectocontagiosas mortais, que se espalhavam pelo mundo fora até aos princípios do século XX e matavam milhões de seres humanos e animais. 

Contudo é importante saber-se, que o vírus da gripe, sofre alterações genéticas e estruturais todos os anos. Sendo a vacina feita com vírus do ano anterior, a imunidade conferida é apenas parcial, não é total. Ainda assim vale a pena que as pessoas com maior risco as tomem. 

Eu recomendo igualmente para prevenir e tratar estes "males de inverno": 

Evitar o frio nos pés; costas (região renal) tórax anterior (roupas clássicas de peito aberto, pulôveres e casacos abertos, não protegem do frio). 

Devemos combater a ideia errada que se deve despir o casaco sempre que se entra num local,  para se ter menor choque térmico quando se sai de novo para a rua. 

Quando se tem frio dentro de casa devemos vestir o que podermos para nos protegermos, mesmo que quando sair lá fora esteja mais frio. 

O Frio diminui as defesas a ponto de em medicina chinesa se achar que sofrer de frio pode iniciar uma doença oncológica. 

Lavar frequentemente as mãos, higienizar os locais de trabalho (lavar as superfícies com água, sabão, lixívia, detergentes, álcool), tapar a boca quando se tosse com a parte de dentro do cotovelo. 

É que estes vírus transmitem-se por gotículas que expelimos pela boca, quando falamos, respiramos, tossimos, etc... vão parar às superfícies (mesas, corrimãos...) e até um aperto de mão pode transmitir estas doenças. 

 

Importa deixar aqui algumas receitas para a gripe e resfriados: 

 

 -um pedaço pequeno  de gengibre (3 cm ou 4 fatias finas); menta; metade de uma laranja ou limão; pau de canela, adoçar com mel se não for diabético, se for diabético use stevia (planta adoçante há nos supermercados). 

Ferva 5 minutos e beba assim que a temperatura o permitir ainda quente. 

 

- Hortelã, alguma pimenta; 2 folhas de eucalipto; 1 litro de água,  deixe ferver, espere 5 minutos, separe a água dos ingredientes adoce a gosto e beba. 

 

- Inalar e gargarejar de manhã e à noite, água com sal marinho após início dos primeiros sintomas 

 

-Deite uma colher de sopa rasa de sal marinho para um copo de água. 

Para inalar basta deixar correr a água para dentro das narinas; use qualquer objeto que lhe pareça adequado, seringa sem agulha por exemplo, a palma da mão em concha serve. Liberta as vias aéreas superiores, desentope o nariz e desinflama. 

 

- Ingira regularmente, laranjas e limões, passe a incluir limão e ou laranjas nas tisanas e Chás. Deve beber bastante água de preferência quente, tisanas e chás já são água quente. 

- Não é costume em Portugal, mas colocar metade de uma laranja ou limão numa tisana ou chá, atribui um sabor muito agradável à bebida e também dá à bebida uma energia que nos defende das gripes e constipações. 

Para além da vitamina C, a polpa e a casca dos citrinos aumentam as nossas defesas em critérios de medicina chinesa. Particularmente as defesas para o pulmão, intestinos e vias aéreas superiores. 

 

-Acrescente cogumelos shiitake às suas sopas, ao arroz, aos assados no forno e estufados. Basta lavar e acrescentar antes de cozinhar, o sabor é agradável e aumenta as defesas, até pode substituir a carne para os que são vegetarianos ou vegan. 

 

- Use Anis estrelado, tem lá dentro uma substância com que se fabrica o Oseltamivir que é um antivírico eficaz.

O anis estrelado usa-se em culinária indiana, japonesa, nepalesa, chinesa e na Europa usa-se em certas bebidas alcoólicas, por isso existe à venda nos supermercados. 

(Em Portugal é embalado pela empresa portuguesa Margão). 

Pode ser usado para temperar carne e marisco e até bebido em chá. 1 colher de aniz estrelado para 1 litro de água. 

Sob a forma de chá não usar em grávidas e mulheres que amamentam e crianças de idade inferior a 12 anos. E não usar mais do que 7 dias seguidos pois pode ter efeitos colaterais indesejáveis tais como problemas digestivos diversos. 

Mas pode ser usado no banho das crianças em doses pequenas (uma colher de sopa por banho) tendo resultados instantâneos nas vias aéreas superiores. 

 

 

 

 

Partilhar:

Artigos Relacionados:

Sem artigos relacionados

Voltar

Outras NOTÍCIAS

NEWSLETTER

Indique-nos o seu nome e email, e receba as nossas novidades em primeira mão.

SIGA-NOS

2ª a 6ª - 8h00-20h30
Sábado - 8h00-13h30
Domingo - Encerrado